Horário de Atendimento
DIA HORÁRIO
2ª a 5ª feira 08h às 17h
6ª feira 08h às 12h
exceto feriados

Qual programa você, Bombeiro-Militar, gostaria que a Fundação promovesse?
Geração de Renda
Seguro de Vida
Casa Própria
Previdência Privada


Total de Votos: 8864
ACESSO RESTRITO
Membros da Fundação
Usuário:
Senha:





Versão para impressão Versão para impressão
Cinquenta e sete carros são roubados por hora no Brasil, diz pesquisa

Publicado em 11/01/2016
Seção: Notícias Seguro


O número de carros roubados em várias capitais brasileiras subiu em 2015. Um dos reflexos disso está no valor do seguro. O número de carros roubados em várias capitais brasileiras subiu no ano passado. Os dados da Confederação Nacional de Seguros impressionam: 57 veículos foram roubados por hora no país e um dos reflexos disso está no valor do seguro.

O segundo carro do geógrafo Rodrigo Paixão foi comprado com o dinheiro do

seguro do antigo carro, roubado em 2015. Por causa do roubo, muitas seguradoras se recusaram a fazer a nova apólice e ele só conseguiu um valor bem mais alto: “Eu não usava o carro para o trabalho, tenho garagem e alarme no carro. Mesmo com essas coisas, eu não consegui baratear por conta desse sinistro. Eu acho muito injusto, porque eu não queria ser roubado, eu acho que o fato de eu ser roubado não deveria encarecer, porque todo mundo está sujeito a isso”.

Manaus foi a capital onde o roubo e furto de carros mais aumentou (25,63%) em 2015, na comparação com 2014, seguido por Porto Alegre (24,34%) e Recife (11,51%). No Rio de Janeiro o aumento foi de 5,04%.

O número de roubos e furtos em uma região é um dos fatores que podem alterar o valor da apólice, mas não é só isso. O perfil do motorista, a idade dele e informações como o local onde o carro fica estacionado durante a noite também interferem no valor do seguro.

“O seguro varia conforme o risco. Nem sempre esses riscos são gerenciáveis pelo usuário, mas há algumas técnicas que o usuário pode adotar como, por exemplo, contratar um seguro com rastreador, contratar um alarme para o carro, colocar o carro sempre guardado em estacionamentos fechados”, orienta Marcio Vieira Souto Costa, presidente da Comissão de Seguros da OAB-RJ.

Os governos do Rio de Janeiro e de Amazonas contestaram os números da Confederação Nacional de Seguros. Eles dizem que houve redução nos roubos e furtos, resultado do reforço no policiamento. Os governos do Rio Grande do Sul e de Pernambuco reconheceram o aumento deste tipo de crime. O governo gaúcho prometeu regulamentar a lei federal dos desmanches para combater o roubo e furto de carros

07/01/2016 / Fonte: G1





  Veja também
Outras notícias da seção Notícias Seguro





Fabom - Praça da República, 45 - Centro - Rio de Janeiro
285141 visitas ao Portal desde 01/08/2007